Enem 2018: Dez temas que podem cair no primeiro dia de prova

As primeiras provas são de Ciências Humanas, Linguagens e Redação. Como nos últimos anos a avaliação vem demonstrando algumas continuidades de temas, professores apontam dez matérias que podem ser cobradas.

1- Geografia física

Bastante cobrada no exame do ano passado, esta parte da disciplina é uma dica do professor Marcio Viveiros, do IFRJ, Interhumanas, Colégio Cruzeiro e Andrews.

– Esta parte tem sua participação crescendo no número de questões. No ano passado veio com questões complexas e em grande quantidade – afirma o professor.

2- Revolução Industrial e seus impactos

Uma segunda aposta de tema dada pelo professor é como o episódio histórico da Revolução Industrial gerou consequências para as sociedades.

– Penso que os alunos têm que estudar alguns eixos temáticos. Um deles é a relação do desenvolvimento tecnológico através das Revoluções Industriais e seus impactos na estrutura produtiva – afirma Marcio.

3- Impactos ambientais

O docente também indica que questões envolvendo a relação do ambiente com a sociedade devem cair já que é um tema que foi constante nas provas anteriores.

– Outro ponto da prova são os impactos ambientais. É importante ver as causas e as consequências do desmatamentos dos biomas, principalmente, brasileiros. Outra matéria que pode cair é a poluição atmosférica e hídrica.

4- Escravidão e resistência

Para o professor de História Flavio Ribeiro, do Centro Educacional da Lagoa, a história do Brasil é vastamente cobrada no Enem. E dentro dos seus possíveis tema, um se destaca: a escravidão.

– Uma dica para os alunos terem uma boa nota em História seria investir na parte de História do Brasil. Um dos pontos explorados é a escravidão, a partir do ponto de vista de resistência à sujeição.

5- Era Vargas

Ribeiro também indica que, nos últimos exames, ocorreu uma tendência em cobrar Era Vargas dos candidatos.

– Outro ponto, em República, é sobre Vargas. É interessante ver sua ambiguidade e conceitos como populismo e trabalhismo.

6- Nova República

Já para o professor de História Felipe Robledo, da Escola Parque, Dínamis, Faria Brito e Sion, os últimos anos da República, até como referência a atualidade, pode ser um tema a ser exigido.

– Em Brasil Contemporâneo, cabe ao candidato se dedicar na Constituição de 1988 e na eleição de 1989 devido ao cenário atual.

7- Patrimônio histórico

O docente também acredita que o Enem possui uma constância na exigência do conhecimento sobre o que é patrimônio histórico e suas classificações.

– Não podemos esquecer as questões sobre o acervo histórico e cultura material e imaterial, que geralmente aparecem nas provas – indica Robledo.

8- Gêneros textuais

Na prova de Linguagens, o professor Tássio Leonardo, do Colégio de A a Z, aponta na questão dos gêneros textuais.

— Uma dica valiosa é ficar atento aos gêneros textuais, como anúncios publicitários. Hipertexto também é um assunto que merece atenção e que os estudantes podem encontrar na prova. Literatura de cordel ou temas relacionados ao mundo virtual, como a rede social Twitter, ainda podem estar presentes.

9- Diversidade linguística

O docente também aposta que perguntas sobre os usos diferentes da língua podem cair.

— Uma das apostas é a variação linguística, com questões referentes ao uso do idioma nas variantes culta ou coloquial. Funções de linguagem são recorrentes, principalmente a função apelativa.

10 – Funções da linguagem

A professora Gabriella Jardim, de Língua Portuguesa e Redação do Colégio Pensi e do QG do Enem, alerta que a prova não é só de interpretação de texto.

— Para uma avaliação de Linguagens de excelência, é fundamental entender a importância de 45 questões em sua nota final. Muitos alunos acreditam que essa prova se limita a interpretações de texto e, por essa razão, deixam de lado o estudo da Língua Portuguesa. Um tema que pode cair são as funções da linguagem.

Deixe uma resposta