BOMBA: PROPINEIRO PROTEGIDO! (VÍDEO)

Em intervenção bombástica durante sessão da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que apura o envolvimento das empresas JBS e J&F em atos de corrupção no Governo Federal, o senador Roberto Rocha (PSDB) apontou o comunista Flávio Dino como um dos 16 governadores que receberam das duas companhias investigadas.

Ao formular pergunta ao, o ex-executivo da JBS, Ricardo Saud, Rocha o questionou sobre o nome do único dos 16 governadores beneficiados com propina, oriunda de caixa 2 da JBs e da J&F. Assim como fez com os demais parlamentaram que lhe dirigiram questionamentos, Saud preferiu ficar calado, alegando que só falaria quando fosse restabelecido o seu acordo de delação premiada.

Diante da falta de resposta, o senador maranhense decidiu revelar, ele próprio, o nome do propineiro oculto.”Eu vou dizer, senhor presidente, quem é o 16º governador que recebeu propina e não foi revelado. O 16º é o governador do Maranhão, do PCdoB, cujo irmão era a alma do Dr. Janot e talvez o Dr. Ricardo Saud tivesse o interesse de protegê-lo a época. Isso está constando na prestação de contas do governador. A mesma JBS disse que deu R$13 milhões ao PCdoB. O PCdoB só tinha um candidato no Brasil. Era o candidato a governador do Maranhão, exatamente esse que o depoente tenta proteger…”, detonou o tucano.

Se confirmada, a acusação lança Flávio Dino na vala comum onde jazem tantos outros políticos flagrados em atos de corrupção pela Operação Lava Jato. Diante da gravidade da revelação, vinda de um senador da República, o governador maranhense está obrigado a vir a público se defender, a fim de que não pairem dúvida sobre sua tão autoafirmada idoneidade:

com informação https://www.blogsoestado.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *