Gal Gadot pode deixar Mulher Maravilha após caso de assédio de produtor

Brett Ratner foi denunciado por seis mulheres, inclusive a atriz Ellen Page

Aatriz Gal Gadot avisou à Warner Bros. que não voltará ao papel de Mulher Maravilha caso o produtor Brett Ratner, denunciado por assédio por pelo menos seis mulheres, permaneça trabalhando na empresa. O estúdio anunciou que ele deve ficar afastado até a conclusão das investigações. As informações são do site ‘Page Six’.

 O novo filme da heroína está previsto para ser lançado em dezembro de 2019 nos Estados Unidos. A situação do estúdio é delicada porque o contrato de Ratner encerra em 2018, quando as gravações do longa devem começar.

No início do mês, o produtor e diretor Brett Ratner, autor de filmes como “O regresso” e “X-Men: O Confronto Final”, foi acusado por seis mulheres de assédio sexual. Entre as vítimas estão as atrizes Ellen Page, Olivia Munn e Natasha Henstridge.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *