Durante coletiva realizada hoje no auditório do comando da Policia Militar do Estado do Maranhão , foi informado pela cúpula da polícia, que o Robert Serejo confessou que estuprou e assassinou Ludmila, sozinho. Em depoimento o assassino disse que tinha uma cópia da chave reserva da porta dos fundos da casa, e que ninguém sabia que o mesmo possuía, entrou na casa, a criança estava no banho, ele sabia que Alanna estava só, levou-a para sala , e com  braçadeira amarrou a criança ,  a estuprou ainda viva , e a matou  com um saco plástico no rosto por asfixia ,  depois ocultou o corpo no quintal.

Ainda de acordo com os delegados, foi o próprio acusado quem retirou da casa uma mochila da garota, jogando-a num terreno no Paranã – o que acabou reforçando a tese de que Alanna poderia ter sido levada da residência.

Após o crime, foi pra casa dele agindo normalmente como se não tivesse acontecido. Em seguida se dirigiu até ao Supermercado Maciel e no dia seguinte, quinta-feira, pegou o ônibus que faz linha para São José de Ribamar e de lá rumou para o Terminal da Cohab.

Procurou a praia da avenida Litorânea para planejar a fuga, sempre acompanhado tudo que saia na imprensa. Informou que não tinha nenhuma intenção de se entregar, ficou escondido até ser capturado em uma van que tinha como destino o município de Chapadinha, onde foi reconhecido pelo motorista e capturado por um sargento da PM que se encontrava na van.

A motivação do crime foi de natureza sexual. O crime foi premeditado, planejado, arquitetado e executado por ele, foi descartado pela polícia qualquer possibilidade de participação da mãe da criança, pondo um ponto final nos boatos e especulações sobre esse crime bárbaro hediondo e a essa tragédia.

“Foi a primeira oitiva (depoimento) haverá outras até a conclusão do caso . O assassino confesso será encaminhado para isolamento em Pedrinhas.”  Disse o Secretário de Segurança Pública Jefferson Portela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui