Detinha esposa do Deputado Josimar não é mais candidata a Deputada, STF mantém sua condenação.

Enquanto o Deputado Josimar de Maranhãozinho festejava a “vitória” de sua irmã “eleita Prefeita de Zé Doca”, esqueceu que o direito não socorre os que dormem. O Deputado dormiu no ponto, esqueceu que a batata de Detinha queimava, e queimou mesmo, nada mais a fazer, está condenada pelo STF, terá de adiar o sonho de ocupar uma cadeira no Legislativo estadual.

Detinha foi condenada em 2016 por fraude em licitação. Na ocasião, ela chegou a recorrer ao TJ, mas teve todos os recursos rejeitados pela 2ª Câmara Criminal que, por unanimidade, julgou procedente uma Ação Penal para condená-la por dispensa ilegal de licitação.

A ex-prefeita foi condenada a 4 anos de detenção – pena substituída por prestação de serviço à comunidade e pagamento de 10 salários mínimos – e ao pagamento de multa no valor de R$ 10,2 mil.

Após perder todos os recursos no TJMA, ela buscou abrigo no STF. Mas não conseguiu.

“O agravo é manifestamente inadmissível, por ser intempestivo. Com efeito, a decisão agravada foi publicada em 28.11.2016 e a petição de agravo foi protocolada no Tribunal de origem somente em 09.01.2017, ou seja, após o término do prazo recursal de 15 (quinze) dias, nos termos do art. 994, VIII, c/c os arts. 1.003, § 5º, e 1.042 do Código de Processo Civil,bem como do art. 798 do Código de Processo Penal”, despachou o magistrado

Como trata-se de decisão condenatória de órgão colegiado, Detinha está inelegível, de acordo com a Lei da Ficha Limpa.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *