Em primeiro discurso da posse, Bolsonaro diz que combaterá “ideologia de gênero”

Tendo como referência seus dois discursos de posse, no Congresso Nacional e no Palácio do Planalto, nesta terça (1), o presidente Jair Bolsonaro confirmou que vê a “ideologia” como o grande problema e a inimiga do país. Apareceu com mais frequência que o desemprego ou o caos na saúde. No primeiro, usou ideologia e suas variantes na mesma quantidade de vezes que a palavra “Deus” – com a diferença que, em dois momentos, o divino foi incluído não por mérito próprio, mas como parte do lema de campanha do novo presidente. Bolsonaro convocou os congressistas para libertar a pátria da “submissão ideológica”. Disse que vai combater a “ideologia de gênero” e que o Brasil voltará a ser “um …

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) iniciou discurso pregando união no País. “Vamos unir o povo, valorizar a família, respeitar as religiões e a nossa tradição judaico-cristã”, disse durante leitura de discurso de posse, nesta terça-feira, no Congresso Nacional.

Bolsonaro também aproveitou para agradecer novamente à equipe médica que o atendeu após o atentado, em Juiz de Fora (MG). “Primeiro, quero agradecer por estar vivo. Com humildade volto a essa casa, onde por 28 anos servi à Nação Brasileira. Volto a essa casa, não como deputado, mas como presidente da Republica Federativa do Brasil”, disse.

Na ocasião, Bolsonaro retomou lemas fortes de sua campanha e defendeu que o país “volte a ser livre das amarras ideológicas”, criticou o que chamou de “irresponsabilidade econômica” e prometeu combater a ideologia de gênero.

“Temos, diante de nós, uma oportunidade única de construir nosso País e resgatar a esperança dos nossos compatriotas. Enfrentaremos desafios, mas se soubermos ouvir a voz do povo, teremos êxito”, disse.

VEJA O DISCURSO DE CAMPANHA DE BOLSONARO

 

Deixe uma resposta