Com a presença de mais de duzentos ACE e o apoio do Vereador Pavão Filho, o SINTRACEMA realizou mais uma Assembleia Geral Extraordinária em Luis.

Com o intuito de discutir os interesses da categoria, deliberar  decisões e esclarecer  os equívocos, o Sindicato dos Trabalhadores  do  Controle  de Endemias do Estado do Maranhão-SINTRACEMA, realizou nesta manhã quinta-feira (21/06/18),mais  uma Assembleia Geral Extraordinária. A Assembleia foi realizada no Auditório da FUMAC, localizado na Rua Mourão  Rangel , 180. Na pauta os seguintes itens:

·         Pagamento da vacinação anti-rábica, conforme prazo estabelecido pela SEMUS;

·         Condução para supervisão (Motos e carros);

·         Adesão do Município para estabelecer a Política Estadual da Atenção Básica ( Lei 10583/2017)

·         Fornecimento de Equipamento de proteção individual (EPI) e fardamentos;

·         Falta de material de campo ( cola, treina, flanela, giz de cera, bandeira, bacia, bolsa de lona), etc;

·         Regulamentação do vale transporte em atraso ( Setembro, outubro, novembro) 2017, maio e junho  de 2018);

·         Gratificação do SUS;

·         Aumento de insalubridade de 20% para 40%;

                Durante a Assembleia, o Presidente Bernardo Medeiros chamou a atenção de alguns Supervisores quanto a falta de flexibilidade para com os Agentes, uma vez que os mesmos são sabedores das dificuldades enfrentadas por todos para exercerem com eficácia e eficiência suas funções,  disse ainda  que  quem acompanha  as matérias publicadas sobre as lutas desse Sindicato,sabem o quanto o mesmo por meio de sua diretoria tem cobrado do Secretário Lula Fylho respostas concretas sobre várias reivindicações. Medeiros lembrou que há uma agenda de diálogo entre a Gestão do Sindicato e da  SEMUS. Todos  os  meses   são feitas repetidas vezes as mesmas cobranças, algumas com a presença do  vereador Pavão Filho, um parlamentar que nunca abandonou essa categoria, infelizmente os avanços tem sido lentos, motivo pelo qual alguns agentes pensam que o Sindicato está parado.

         Todos os pontos da pauta foram esclarecidos, dúvidas jurídicas tiradas, nada ficou a desejar na assembléia, ao contrário, mais uma vez o sindicato recebeu os aplausos dos seus filiados pela coerência em realizar a assembléia para ouvir as opiniões de todos, isso se chama soberania,  em nome dessa soberania que um grupo de agentes em respeito ao Presidente Medeiros desarticulou uma possível greve contra o Executivo municipal, esse  grupo aceitou a proposta de  externar as indignações em Asembleia, onde por unanimidade após alguns esclarecimentos decidiram manter o diálogo, na esperança que com insistência e persistência as pendências serão atendidas.

Aos que não compareceram  à Assembleia, a direção do Sindicato informa que esses poderão se dirigir até a sede da instituição para mais detalhes sobre o que foi discutido, aprovado e  deliberado em  assembléia.

         “Os Agentes de Combate a Endemias merecem todo o nosso respeito ,São  eles os responsáveis pelas ações preventivas de São Luis, uma cidade com  1.619.377 habitantes, como parlamentar sempre estive ao lado dessa categoria, e na posição de líder do Executivo na câmara, me sinto mais que no dever de continuar defendendo seus interesses, motivo pelo qual tenho dito a eles que as portas da SEMUS e da Prefeitura continuam abertas.Sei que muito  há por fazer, mas estamos cobrando, o Sindicato não está parado, todos os meses têm uma agenda com o Secretário Municipal de Saúde Lula Fylho juntamente com seus assessores, esperamos que não tardem mais a solução das suas reivindicações.finalizou Pavão Filho- Vereador de São Luis.

 

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé

 

A imagem pode conter: 2 pessoas, terno e texto

 

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sentadas e pessoas em pé

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé

A imagem pode conter: 9 pessoas, multidão

 

A imagem pode conter: 3 pessoas, incluindo Sintracema Endemias, pessoas em pé e barba

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé

 

 

 

 

Deixe uma resposta