Sem nova proposta apresentada por empresários, o presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, Isaías Castelo Branco, anunciou hoje (11) que haverá greve no transporte público de São Luís a partir de sexta-feira (14).

Na semana passada em reunião na sede da entidade, os rodoviários avaliaram a proposta apresentada pelos empresários, no que se refere a nova Convenção Coletiva de Trabalho.

No mínimo desrespeitosa, é assim que a proposta foi interpretada. As condições dos patrões, ferem todos os direitos da categoria. O sindicato patronal (SET), sugere que: Os trabalhadores tenham reajuste salarial de apenas 2,5%; manutenção do valor atual do ticket alimentação para motoristas; pagamento de apenas 200 reais para cobradores como ticket alimentação e o fim do benefício para quem exerce outras funções. Os empresários querem ainda o fim do plano de saúde, ou seja, que nenhum trabalhador tenha mais direito a atendimento médico e mais, que seja pago o valor de apenas quatro reais, através do ticket alimentação, por cada dia trabalhado, para quem exercer a função de Motorista/Cobrador.

A proposta dos Rodoviários, entre outros itens, estabelece: 15% de reajuste salarial; Ticket alimentação de 700 reais; Manutenção do plano de saúde; Permanência dos cobradores em atividade e aumento de 400 reais para os motoristas que atuam sem cobradores nos coletivos (exercendo as duas funções.

Sem menores condições de um acordo e diante de tamanho cinismo dos empresários, o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão declaram greve.

Veja abaixo o que diz Isaías Castelo Branco, presidente do sindicato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui