SINTRACEMA Parabeniza o dia Municipal dos Agentes de Combate às Endemias e conscientiza a população acerca da importância da categoria para o Município.

Hoje dez de julho, em São Luís comemora-se o dia Municipal dos Agentes de Combate às Endemias, data instituída através da Lei Municipal nº 359/datada do dia 09 de maio de 2014, de autoria do Vereador Pavão Filho, parlamentar que sempre esteve apoiando as lutas desses Agentes e defendendo seus direitos. Essa data foi pensada não somente   para lembrar e valorizar o trabalho dos ACE, objetiva também conscientizar a população acerca da importância da categoria para o Município.

A estes profissionais que assumem papel fundamental de trabalhar a melhoria da assistência da Saúde Pública e responsável pelo controle e combate às Endemias da população do Município de São Luís, que já soma um total de 1,091,868 habitantes, a Direção do SINTRACEMA parabeniza pela passagem de mais uma data e roga a Deus que todos esses trabalhadores  continuem unidos na luta pela reivindicação dos seus direitos, os quais infelizmente ainda não foram reconhecidos pelo Poder público e até mesmo pela sociedade Civil, o reconhecimento e as homenagens são referendadas apenas por esses brilhantes profissionais que  de forma simples são os responsáveis pelos resultados  das ações em saúde executada pelo Programa de saúde da  família-PSFss , esses, apesar de desapontados com a omissão do Poder Público Municipal em fornecer os materiais adequados para a eficácia das suas ações, se orgulham do trabalho que desenvolvem junto à população. São as homenagens do SINTRACEMA a todos os ACE.

         Veja as atribuições dos  ACEs desconhecidas pela sociedade.

  • O ACE é o profissional que trabalha vinculado a uma equipe de vigilância em saúde, mas que deve atuar de forma conjunta com a equipe de saúde da família sempre que possível.

  • Além de promover ações de educação em saúde junto à comunidade e de informar à população sobre os riscos das doenças, o ACE também realiza visita aos imóveis e outras localidades com o objetivo de prevenir e controlar doenças como dengue, malária, leishmaniose e doença de Chagas; atua no controle de roedores e na prevenção de acidentes por cobras, escorpiões e aranhas; e participa das ações de vacinação de cães

Atribuições dos ACEs

  • Desenvolver ações educativas e de mobilização da comunidade relativas ao controle das doenças/agravos;

  • Executar ações de controle de doenças/agravos interagindo com os ACS e equipe de Atenção Básica;

  • Identificar casos suspeitos dos agravos/doenças e encaminhar os pacientes para a Unidade de Saúde de referência e comunicar o fato ao responsável pela unidade de saúde;

  • Orientar a comunidade sobre sintomas, riscos e agente transmissor de doenças e medidas de prevenção individual e coletiva;

  • Executar ações de campo para pesquisa entomológica, malacológica e/ou coleta de reservatórios de doenças;

  • Realizar cadastramento e atualização da base de imóveis para planejamento e definição de estratégias de intervenção;

Atribuições dos ACEs

  • Executar ações de controle de doenças utilizando as medidas de controle químico, biológico, manejo ambiental e outras ações de manejo integrado de vetores;

  • Executar ações de campo em projetos que visem avaliar novas metodologias de intervenção para prevenção e controle de doenças;

  • Registrar as informações referentes às atividades executadas;

  • Realizar identificação e cadastramento de situações que interfiram no curso das doenças ou que tenham importância epidemiológica relacionada principalmente aos fatores ambientais;

  • Mobilizar a comunidade para desenvolver medidas simples de manejo ambiental e outras formas de intervenção no ambiente para o controle de vetores.

Deixe uma resposta