Paço do Lumiar: Mensagem de Páscoa da vereadora Ana Lúcia

“E o SENHOR nos tirou do Egito com mão forte, e com braço estendido, e com grande espanto, e com sinais, e com milagres; Deuteronômio 26:8. Hoje somos livres, andamos no caminho para a terra prometida: A NOVA JERUSALÉM!”.

Com essa simples reflexão Bíblica é possível compreender que celebrar a páscoa é preencher todas as lacunas com as verdades escondidas e deturpadas pelos defensores do capitalismo, a esses  não interessam as reflexões sobre a libertação do povo de  Deus, trazer à mente essas lembranças não daria resultados  positivos  ao comércio, à divulgação de seus produtos.

         Nós enquanto cristãos precisamos resgatar a verdadeira história do povo de Deus, trazer à mente da nossa juventude o sentido verdadeiro da páscoa, que inicia com a história do Êxodo, onde Deus ao ouvir o clamor dos  descendentes de Abraão, Isaque e Jacó que passaram mais de quatrocentos anos escravizados no Egito, decidiu libertá-los dessa escravidão, chamando para essa missão o seu servo Moisés, ele  como líder do êxodo atende ao chamado e intima faraó a libertar da escravidão o seu povo. Essa é uma das lacunas que os marqueteiros do consumismo se omitem a falar, a eles importam as propagandas, as ofertas, assim conseguem contagiar as pessoas e atraí-las para engrossarem as filas para pagar as contas em lojas e supermercados .

         Tradicionalmente devemos insistir em preservar e guardar em nossos corações os valores religiosos da páscoa, dizer aos jovens que páscoa retrata dois momentos: A Libertação do povo da escravidão do Egito e a morte e ressurreição de Jesus Cristo, ele foi condenado a morrer pregado em uma cruz, instrumento que na época era usado para os piores criminosos da sociedade, foi assim sua vida, tudo fez para nos libertar do pecado. É com esse sentimento de liberdade que somos convidados a refletir em família  o que o filho de Deus fez por nós, o quanto sofreu para nos ensinar sobre a verdade, sobre o amor, o perdão. Por defender e implantar esses valores, ele, o mestre foi injustamente condenado por um crime que não cometera, morreu, mas ao terceiro dia ressuscitou, deixando para nós a certeza da vida eterna.Essa é a verdadeira Páscoa que devemos celebrar.

         “Como vereadora do Município de Paço do Lumiar, representante do povo, quero compartilhar  com todos essa reflexão sobre a libertação dos escolhidos de Deus e dos separados para Cristo, finalizar dizendo que a Páscoa não é e nem deve ser considerada só um momento de celebração, com bacalhau no prato e troca de ovos de chocolate. Eu não sou contra essas tradições! O que estou dizendo é que devemos lembrar as pessoas sobre o verdadeiro sentido da páscoa, falando da morte e ressurreição de Jesus e do que Ele fez por nós”.Vereadora Ana Lúcia

Feliz Páscoa para todos.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *