A mediana de óbitos está, atualmente, em 49. Nesta segunda-feira (26/4), a Secretaria de Saúde do DF registrou 59 mortes — ocorridas em um intervalo de apenas cinco dias. Entre as vítimas, 15 pessoas tinham entre 30 e 49 anos. Mais 1.087 casos da doença foram registrados

. Nesta segunda-feira (26/4), a Secretaria de Saúde (SES-DF) contabilizou 59 mortes por covid-19, das quais 15 vítimas tinham entre 30 e 49 anos. A média móvel de óbitos está em 49,14 — queda de 27,4% no cálculo de 14 dias atrás (12/4). A mediana de casos também registrou queda, chegando a 945,6 — valor 26,13% inferior do que o das duas últimas semanas.

No total, 7.628 pessoas morreram em decorrência da covid-19 no DF. Com mais 1.087 casos da doença, a capital federal soma 374.588 pessoas infectadas — das quais 357.368 (95,4%) são consideradas recuperadas.

Perfis

As 59 mortes registradas aconteceram em um intervalo de apenas cinco dias — 11 óbitos são desta segunda. No domingo (25/4), 24 pessoas perderam a vida, e o restante dos óbitos ocorreu entre quinta (22/4) e sábado (24/4).

Entre as vítimas, três moravam em Goiás e uma residia na Bahia. Na faixa etária entre 60 e 69 anos, estavam 15 pessoas. Do total de mortes contabilizadas nesta segunda (26/4), 11 eram moradoras de Ceilândia.

Vinte e três pacientes vieram a óbito em hospitais particulares, o demais, em unidades da rede pública de saúde do DF. Entre as pessoas cujas mortes foram registradas nesta segunda (26/4), 17 não sofriam de nenhuma comorbidade.

Entre as enfermidades, 37 pacientes apresentavam doença cardiovascular e 18, distúrbios metabólicos. Imunossupressão e pneumopatia acometiam cinco pessoas. Três vítimas tinham nefropatia e 11 eram obesas.

Incidência

Com 1.223 registros, Ceilândia é a Região Administrativa do DF com mais vítimas da COVID-19, acumulando 16% de todas as mortes da capital federal. Em seguida, estão Taguatinga (761) e Samambaia (590). Ceilândia registrou 13 mortes em 24 horas; Taguatinga, seis; e Samambaia, oito.

A lista de RAs com mais casos também é liderada por Ceilândia, com 41.230 pessoas infectadas. Plano Piloto aparece na segunda posição, com 35.695 registros da doença, e Taguatinga vem em seguida, com 29.921 casos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui