Gestora da URE -Eva Barros

A Unidade Regional de Educação de São Luís divulgou o resultado geral do 1º Prêmio de Relatos sobre práticas docentes no período pandêmico da promovido pela regional. O processo de divulgação, abertura do edital, inscrição e submissão dos relatos das práticas docentes ocorreu no período de 28/06/2021 até 09/07/2021 de forma online, onde foram realizadas 140 inscrições de relatos de práticas dos professores das escolas jurisdicionadas à URE São Luís.

Os três melhores relatos avaliados pelo Comitê de Avaliação foram, nesta ordem, “Black Lives Matter”, da professora Marcélia Leal Silva, do Centro de Ensino Lúcia Chaves; “Tão longe e tão perto de minha cidade”, da professora Martha Suzana Farias Brasil, do Centro de Ensino Renascença; e “Educação a distância de estudantes com deficiência intelectual no atendimento educacional especializado (AEE)”, da professora Mônica de Castro Dias Magalhães, do Centro de Ensino Rubem Almeida. Como prêmio, cada professor receberá um notebook.

O Comitê de Avaliação considerou as seguintes regras, critérios/itens do edital do concurso para chegar ao resultado final: sem identificação da escola e do professor (relato às cegas); originalidade; adequação dos recursos tecnológicos utilizados; impactos na aprendizagem dos estudantes; adesão dos estudantes; relevância do tema; interdisciplinaridade; coerência, concisão e adequação às normas formais da língua portuguesa; clareza e objetividade na escrita.

Professora Eva Barros
Gestora da URE-Regional São Luís

O Prêmio foi organizado pelas Professoras Eva Barros, gestora da URE São Luís; e Veridiana Pinheiro, diretora de Ensino da URE São Luís. Eva Barros destacou a importância do Prêmio para a valorização dos professores e também ao estímulo de novas práticas educacionais no ambiente escolar da rede pública.

“O Prêmio teve como intuito o reconhecimento e a valorização das práticas docentes realizadas nas escolas públicas, durante o primeiro semestre de 2021, que aconteceu ainda de forma remota, e também visa estimular a realização de novas práticas docentes das escolas para a retomada do 2º semestre de 2021”, ressaltou.

O articulador Regional do Mais IDEB, André Bogéa, disse que o Prêmio é uma forma de valorizar os professores e reconhecer o seu trabalho como profissional. “Faz parte da política reconhecer os nossos docentes sobre o trabalho que eles estão realizando dentro da sala de aula, que mesmo de forma remota trouxe bons resultados”, declarou.

A entrega da premiação aos três primeiros colocados será realizada pela Seduc, em evento a ser anunciado nas redes sociais da Secretaria. Além disso, todos os inscritos receberão certificação pela elaboração dos relatos docentes, com a possibilidade de fazer parte de um caderno de relatos que será elaborado pela Unidade Regional de São Luís.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui