Na volta do recesso, em 5 de fevereiro, a Primeira Turma do STF deve discutir o caso da missionária Dorothy Stang, assassinada no Pará em 2005.

Marco Aurélio Mello deu habeas corpus em liminar a Regivaldo Galvão, o “Taradão”, condenado em 2010 como mandante do crime. A Primeira Turma decidirá se confirma ou revoga a decisão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui