RIO — Investigações da Polícia Civil e informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), identificaram que a milícia de Wellington da Silva Braga, o Ecko, tem expandido a cada dia seu domínio territorial. Para isso, tem contratado ex-traficantes de Mangaratiba, Angra dos Reis e de várias cidades da Região da Costa Verde. Segundo a Polícia Civil, células paramilitares foram criadas nestes locais.

Além disso, a PRF e a Receita Federal detectaram que o Porto de Itaguaí está sendo usado pelo bando para fazer qualquer tipo de contrabando.

— Em relação ao Porto (de Itaguaí), estamos monitorando e reforçando as fiscalizações específicas para apreender os produtos ilícitos dessa quadrilha. Com a Receita (Federal) já fizemos diversas operações. Nesta semana apreendemos mais de R$ 1 milhão em TV Box da milícia — disse Rômulo da Silva, da PRF.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui