Na última quinta-feira(26), a Rede de Massa Mobilizadora nº 31 do Movimento MACAIB que contempla várias comunidades do Município de Paço do Lumiar, entre elas a Vila Residencial  Nova Canaã, a convite de lideranças e moradores da citada comunidade, esteve na localidade para acompanhar e por credenciais legais, dirigir o Processo de Eleição e Posse da nova Diretoria e Conselho Fiscal da sua Associação de Moradores. Após o momento solene de posse da nova Diretoria e Conselho Fiscal da Associação dos Moradores da Vila Residencial  Nova Canaã, o líder comunitário Sebastião Santos conversando com os moradores seus ex vizinhos, reconheceu em nome do Movimento de Articulação Comunitária da Área Itaqui-Bacanga-MACAIB, a importância da estrutura implantada pela ENEVA, antiga MPX na  Vila Residencial  Nova Canaã e no Polo Agrícola Canaã para que os moradores fossem remanejados há aproximadamente 12 anos da Vila Madureira/Camboa dos Frades localizadas na região Itaqui-Bacanga, para o Município de Paço do Lumiar.

Para Sebastião Santos, os benefícios alcançados ainda não cobriram o prejuízo social apesar da ENEVA ter feito todo esforço para cumprir o seu papel no campo da responsabilidade social. No entendimento do líder, para melhor continuar servindo as 95 famílias remanejadas das suas citadas localidades da região Itaqui-Bacanga para o município de Paço do Lumiar, faltaram as urbanizações tipo calçamento ou camadas asfálticas das ruas com calçadões, e claro, rampas para cadeirantes. Com essa infraestrutura dentro dos padrões adequados, teria facilitado o acesso ao transporte público e comodidade à comunidade no que diz respeito as atividades de exercícios físicos com a presença da acessibilidade. Por conta dessa pendência social, para Sebastião Santos, mesmo a ENEVA ter feito todo esforço para cumprir seu papel de responsabilidade social, mas na época do remanejamento quem mais estava precisando era a própria antiga MPX hoje ENEVA.

O líder em sua visão, ressalta que além dessa observação que era pra ter sido levada em consideração, um outro item importantíssimo também deveria ter sido incluso no termo de remanejamento das 95 famílias realocadas, que seriam as manutenções permanentes dos equipamentos construídos pela ENEVA como ESCOLAS, CENTRO DE SAÚDE, RADIO COMUNITÁRIA, PRÉDIO DO POSTO POLICIAL MILITAR, do CAMPO DE FUTEBOL, da CASA DA CULTURA, dos POÇOS ARTESIANOS, da CASA DA FARINHA, enfim, as manutenções permanentes desses equipamentos, eram pra ter sido incluso na época no termo social do remanejamento. Ainda para Sebastião Santos, ele não tem dúvida que no Plenário Comunitário da Grande Região Metropolitana se essa avaliação for considerada eixo temático em uma das edições, a ENEVA receberá nota 3,0 pela sua responsabilidade social com as 95 famílias remanejadas em comparação ao lucro que esse gigante empreendimento econômico recolhe em só um mês quanto mais anual.

Para Sebastião Santos, não podemos ser injustos, é necessário que o radicalismo não venha substituir o campo do diálogo diplomático, mesmo consciente da pendência social da ENEVA pela degradação ambiental nas comunidades: Vilas Maruim, Conceição e Sitio São Benedito que ficam na proximidade da planta termelétrica de Itaqui prejudicando a saúde das famílias daquelas localidades citadas na região Itaqui-Bacanga que precisam ser assuntos emergenciais e prioritários nas agendas do agente público e desse gigante empreendimento econômico privado para resolverem essa situação de conflitos de ordem social, mesmo assim, o Movimento MACAIB reconhece a importância da responsabilidade social da ENEVA no que diz respeito as 95 famílias remanejadas da Vila Madureira/Camboa dos Frades/Nova Camboa, para o Município de Paço do Lumiar, pois o seu foco na sustentabilidade social das comunidades Vila Residencial  Nova Canaã  e do Polo Agrícola Canaã em Paço do Lumiar, de fato é uma realidade por elas Vila Madureira/Camboa dos Frades/Nova Camboa dos Frades terem sido contempladas na planta termelétrica de Itaqui na época do remanejamento das referidas 95 famílias, um entendimento costurado entre iniciativa privada e comunidade que surtiu resultados positivos, os inúmeros benefícios sociais como moradia digna, capacitação para conhecimento de mercado que continua até então como geração de empregos e renda que inclui desde os cuidados ambientais e valores culturais, foram e continuam sendo medidas para melhor qualidade de vida dessas famílias. Neste entendimento, vale destacar que mesmo com outros importantes benefícios pendentes na Vila Residencial  Nova Canaã  como no Polo Agrícola Canaã, essas medidas poderão ser revistas e reavaliadas para o alcance desses benefícios como políticas públicas partindo da boa convivência da comunidade com a ENEVA que não pode reclamar de lucros, pois a termelétrica de Itaqui tem hoje a capacidade de gerar energia equivalente a mais de 60% do consumo do estado do Maranhão, um fator que pode servir de entendimento para que a Vila Residencial Nova Canaã com o Polo Agrícola Canaã se tornem comunidades mais e mais ainda emancipadas para fortalecerem ainda mais as suas atividades sustentáveis, concluiu Sebastião Santos.

A Assessoria de Comunicação Social do Movimento MACAIB, em entrevista com  a Srª. Valberlene Costa, eleita e empossada como nova presidenta da Associação dos Moradores da Vila Residencial  Nova Canaã, falou da importância do apoio do Movimento MACAIB, da FUMBESMA, do Dr. Marcio, da J R Construção, dos moradores e de cada membro da comissão, assim como de sua chapa Renova Canaã, e principalmente da importância do apoio social permanente da ENEVA à comunidade Vila Residencial  Nova Canaã no Polo Agrícola Canaã. Para a senhora presidenta, a ENEVA sempre focou no fortalecimento da sustentabilidade social das famílias da  Vila Residencial  Nova Canaã  dando como exemplo o Polo Agrícola Canaã. Ela afirmou que a comunicação é importante, esse é um fator que nunca faltou da comunidade com a ENEVA, pois a ENEVA faz parte da vida de cada um dos moradores e que agora mesmo é que a Associação dos Moradores da Vila Residencial  Nova Canaã, espera mais e mais ainda contar com esse contato mais aproximo da ENEVA para que a Associação junto com os moradores na comunidade consigam lograr mais e mais êxito em prol das 95 famílias via os projetos em andamento e outros que serão elaborados e provocados institucionalmente, e mais uma vez fez questão de agradecer o carinho e apoio de cada um morador da comunidade da Vila Residencial  Nova Canaã , encerrando sua entrevista agradecendo também as lideranças das outras comunidades vizinhas que foram prestigiar esse novo momento histórico da  Vila Residencial  Nova Canaã  externando seu abraço e de toda a sua diretoria ao Polo Agrícola Canaã e ás demais comunidades representadas.

Pode ser uma imagem de uma ou mais pessoas, pessoas sentadas, pessoas em pé e texto que diz "REDMI NOTE 8 @VILMA COSTA"Pode ser uma imagem de 14 pessoas e pessoas em péPode ser uma imagem de 3 pessoas, pessoas em pé, área interna e texto que diz "AM BEM- VINDOS ENOVA REDMI NOTE 8"Pode ser uma imagem de 13 pessoas, pessoas em pé e área internaPode ser uma imagem de 3 pessoas, pessoas em pé e área interna

Kleydson Santos

ASCOM do Movimento MACAIB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui