Sindicato dos trabalhadores na indústria da construção civil construção pesada do mobiliário de Zé doca e REGIAO

Francisco Amorim Presidente do SINTRACC-ZD O evento na praça Haymarket, Chicago, foi marcado pela violência e pela repressão ferrenha aos movimentos de trabalhadores organizados

Hoje, 1º de maio, Dia Internacional do Trabalho; Dia do Trabalhador, mais que uma comemoração, é um dia importante para a reflexão sobre a nossa participação e condição social, sobre o papel que devemos assumir na construção de um país mais justo e um povo mais consciente de sua cidadania. Principalmente neste momento em que, no Brasil, a classe trabalhadora está abandonada neste dia se comemora no mundo inteiro o dia do trabalhador mais o Brasil na pessoa do governo atual com sua conjuntura de apoiadores insiste em precarizar marginalizar os trabalhadores seguindo os passos do seu antecessor e restringindo ainda mais os direitos conquistados ao longo dos tempos à custa de muita luta.

“1º de Maio de 2021 não há o que comemorar no movimento sindical. Que representar os trabalhadores, mas há uma agenda que precisamos construir juntos para contrapor a um Governo que já declarou nada ter a apresentar e que trabalha na direção contrária dos interesses dos trabalhadores”.Enfatizou Amorim. O país está parado, a economia estagnada e a confusão, os conflitos e a desagregação são provocados pelo próprio presidente da República.

Estamos vivendo um tempo marcado por um Governo que estimula o ódio e é pautado pela submissão ao Império do capital maldoso onde uns poucos empresários, que tem uma agenda voltada para criminalizar e massacrar os trabalhadores. Uma agenda perversa, representada pela Medida Provisória 873, que tem por objetivo enfraquecer e desestabilizar os Sindicatos, e que retira direitos dos trabalhadores.

Precisamos estar nos reinventando e buscando fortalecer a nossa luta. É nesse cenário que precisamos nos fortalecer na união e na solidariedade, como trabalhadores, como agentes de transformação.

E, apesar de não haver nada a comemorar, em meio a essa crise política e que tem reflexos negativos na vida dos trabalhadores, a direção do nosso sindicato vem desejar que todos os trabalhadores possam ter um dia abençoado de muita paz projetos e muito sonhos pra gente realizar no restante de 2022 estaremos mais fortes e todos juntos para fazermos as mudanças necessárias

Trabalhadores ,fortaleça seu Sindicato, ele é o único instrumento de defesa dos nossos direitos e imprescindível para o enfrentamento do atual Governo que só tem compromisso com o capital.

Não vamos nos dispersar. Vamos nos abraçar e fazer valer à máxima: Unidos seremos mais fortes!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui